Translate

#Livros: Reconstruindo Amélia, de Kimberly McCreight



Weslley Talaveira

Terminei de ler semana passada Reconstruindo Amélia, da americana Kimberly McCreight. Não tinha qualquer recomendação sobre o livro quando o comprei. Fui unicamente pela capa e pelo título que me chamou a atenção. Tá, eu sei que não se deve julgar um livro pela capa e etc, mas eu faço isso. Paciência… 

Kate Baron é uma importante advogada que, em meio a uma importante reunião no escritório onde trabalha, recebe uma ligação da escola da filha, exigindo a presença da mãe naquele momento. O motivo seria uma suspensão recebida pela filha por plagiar um trabalho de literatura, e a mãe deveria comparecer naquele momento para buscar a filha. 

Sem entender como Amélia, sua filha sempre exemplar e estudiosa, poderia ter plagiado um trabalho, principalmente de literatura, a matéria preferida da filha, Kate vai ao colégio e ao chegar lá encontra a cena que toda mãe sonha em nunca ver: Amélia Baron, sua única filha, estava morta, depois de cair do telhado do colégio. A polícia encerrou a investigação tratando o caso como suicídio pelo desgosto da garota de ter sido pega em sua tentativa de plágio, mas Kate sabe que é impossível que sua filha tenha feito isso. Indo contra tudo e contra todos Kate resolve reabrir o caso, com a ajuda do novo investigador de polícia que a acompanha num emaranhado de informações cada vez mais pesadas e secretas sobre a vida da filha, a quem Kate pensava conhecer tão bem, além de acontecimentos secretos e bastante constrangedores envolvendo a rígida escola onde Amélia estudou e onde foi encontrada morta. Aos poucos Kate conhece não só a rotina da filha, mas um mundo de adolescentes onde a violência e a promiscuidade parecem regra para ser aceito.

Confesso que o começo do livro é cansativo. Mas a história vale a pena. Reconstruindo Amélia tem o toque de romance policial característico do gênero, mas com o drama de uma mãe em busca de respostas sobre a morte de sua filha. A autora consegue incluir em sua história vários personagens, o que no começo dá a sensação de que muitos deles acabarão sem explicação, mas consegue amarrar toda a história em torno do tema principal. 

Uma das grandes sacadas da autora é mesclar a narração entre a própria Amélia, que narra o que aconteceu com ela mesma, e uma terceira pessoa que conta a tentativa de Kate descobrir o que se passou com a filha. Isso dá ao leitor o poder de já conhecer a história antes da mãe da garota, que junta evidências para entender acontecimentos já narrados ao leitor antes pela própria Amélia. 

É uma leitura interessantíssima. Sim, em vários momentos a história temo tom de um romance adolescente, principalmente nas narrações de Amélia, mas o contexto da história justifica a forma como Amélia se comunica com o leitor. 

Recomendo!

Nenhum comentário:

js.src = "//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.0";