Translate

Muppets: o Oscar merecido | Vamos Mostrar Cultura #4




Por Beatriz Vasconcelos


Mais uma vez o Brasil não levou o Oscar. Concorrendo como melhor canção original com a música "Real in Rio", do filme Rio, o Brasil perdeu para Os Muppets. Se falou muito na internet sobre injustiça com o Brasil, pois nossa música era melhor, e etc e tal. A própria Maria Beltrão, quando anunciou na Globo a vitória dos Muppets anunciou como "uma grande injustiça". Mas, injustiça ou não, não levamos o Oscar. E, por mais que algumas pessoas venham me criticar e me chamar de antipatriota e coisas do tipo, eu concordei com o resultado do Oscar para os Muppets. E explico porque.

Rio é um filme bonito. Mostra o Rio de Janeiro como uma cidade alegre, onde tudo se resolve com música e muita alegria. Mostra as cores da Cidade Maravilhosa. Isso em meio aos preparativos das Olimpíadas de 2016 caiu como luva para a propaganda mundial dos cariocas, além de colocar o Brasil na boca do mundo, levando pessoas de todos os cantos para o cinema para conhecer um pouco mais do nosso país. Reforça a imagem do Brasil como o país do carnaval e do samba, e mostram nossa cultura para o mundo. Rio representa o novo no cinema: mostra que existem outros lugares no mundo para se divertir além do que toda vida se mostrou no cinema. Mostra o Brasil como uma ótima alternativa para as férias.

Por outro lado, Os Muppets são um grande clássico do cinema no mundo todo. Fazem parte da história de muitas pessoas ao redor do mundo. E desde 1999 não apareciam na tela do cinema. Ao retornarem, trouxeram consigo parte da infância de muita gente. A nostalgia ao assistir Os Muppets é inevitável. Se lembra da infância, dos bons tempos inocentes em frente à TV vendo os bonequinhos de fantoche que nos encantavam. 

Ou seja, nesse Oscar, pelo menos na categoria melhor canção original, o que se viu foi uma disputa entre o clássico e o novo. Entre o tradicional, que encantou gerações e o novo que tentou mostrar um país interessante. E venceu o clássico. Não faria o menor sentido tirar o Oscar dos Muppets. O retorno deles ao cinema é algo a ser comemorado. E nenhuma comemoração seria tão importante quanto o Oscar. 

Talvez a injustiça cometida contra Rio tenha sido a categoria na qual ele concorreu. Se tivesse concorrido como melhor animação, com certeza venceria. A qualidade técnica, estética do filme são coisas inquestionáveis. Mas colocar um filme de um papagaio que viaja para o Brasil para concorrer com Muppets é forçar a barra, por melhor que fosse a qualidade do filme. O que se levou em não foi a técnica, foi o contexto do filme, a tradição. Estava claro quem seria o vencedor.

Mas vamos continuar torcendo. O Brasil tem gente muito boa, grandes atores e trabalhos excepcionais (muito melhores que a música de Carlinhos Brown, inclusive) para indicar ao Oscar. A estatueta virá. É questão de tempo. 

2 comentários:

Jannah Oliveira disse...

O problema é que os brasileiros são patriotas sim, e muito. Nessas horas, por mais "mais" que as pessoas sejam, elas querem, torçem pelo Brasil, deixando de pensar um pouquinho, deixando de ser racionais. É como Galvão Bueno.
Devagar, um dia a gente chega lá, e espero que chegue merecendo muito!

Weslley Talaveira disse...

Verdade, Jannah. AS vezes acabamos deixando de ser racionais em nome da "torcida".

Valeu por comentar! Bjos.

js.src = "//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.0";