Translate

#Opinião: Aonde foi parar o Bê-A-Bá?



César Leão

Olá leitores do Novas Ideias, tudo em ordem?

No meu ultimo texto comentei que meu sobrinho está na primeiro ciclo de alfabetização, e mais especificamente no primeiro ano, e que ele ainda não reconhece e não conhece todas as letras do alfabeto.

Resolvemos atacar as duas frentes: revisão dos materiais de aula e aplicação de exercícios extras em casa. É fato e indiscutível que deveriamos ter feito isso mais cedo, fomos relapsos, mas antes agora do que ao final do primeiro ciclo após resultados irrisórios em testes e avaliações.

Uma coisa que me deixou estupefato é que o velho e antigo Bê-A-Bá já não é aplicado. Não vi ser aplicada aquela sequencia de aprendizado que vi por muitos anos, as letras foram aprendidas de forma aleatória e as combinações consoante-vogal foram pouco vistas indo diretamente para a formação de palavras inteiras. Então eu questiono, como construir uma palavra se a criança não conhece as silabas?

Para meu sobrinho ABELHA se escreve assim: ABLHA. Por que falta o E? Porque ele lê letra a letra A-BE-lha.

E é neste ritmo que as coisas estão indo, com crianças que não aprendem de forma sequencial e que não podem sofrer o impacto negativo de ser reprovado. E não adiantou nada minha irmã pedir que a professora o reprove porque o MEC disse que não pode mais.

Nenhum comentário:

js.src = "//connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v2.0";